Mais de 50 adolescentes “emos” são mortos por milícias conservadoras no Iraque

Você pode até achar piada, mas não é, e aliás, não tem graça nenhuma.

Representantes dos direitos humanos vêm reportando que mais de 50 adolescentes foram mortos nos últimos meses por milícias extremistas no Iraque. O motivo? Por serem ou aparentarem ser “emos”. A onda de assassinatos pode ter ocorrido em resposta à declaração do Ministro do Interior em que diz respeito a “emo” como um indício de adoração ao diabo e à homossexualidade.

Há também indícios de que milícias xiitas da cidade de Bagdá têm distribuído panfletos com nomes de 20 jovens, que, dizem, devem ser punidos por serem “emos”. O ultra conservador xiita Moqtada al-Sadr descreve os “emos” como “loucos e tolos”, mas acredita também que eles devem ser tratados por meio da lei. Ele diz: “Eles são uma praga na sociedade muçulmana, e os responsáveis devem eliminá-los através de meios legais”. Pergunto eu, que lei? Que meios legais? Só se forem as atividades desumanas e extremamente arcaicas que eles insistem em chamar de leis, e o pior, usando o nome de Deus, como se Alá tivesse alguma coisa a ver com a limitação intelectual e humana dessas pessoas.

Segundo relatórios locais, esse número pode ser muito maior do que se imagina, chegando a mais de 100 mortes. As formas mais comuns de “punição” são pedradas – até a morte – na cabeça e levar os jovens para o telhado de algum edifício alto e empurrá-los.

Algo parecido aconteceu na Rússia, em 2008, onde ser “emo” aparentemente foi visto como ilegal, e muitos jovens sofreram perseguições.

O zbra.fm repudia qualquer tipo de preconceito, dos mais comuns, como, por exemplo, racial, opção sexual e religioso, aos mais banais, como musical.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s