Penguin Prison traz os anos 80 ao Beco 203. Confira entrevista!

Chris Glover aka Penguin Prison

Você gosta dos anos 80? Tem mais de 30 anos? Sente uma certa nostalgia em relação à década que foi marcada por exageros sonoros e também no vestuário? Pois bem, se a resposta foi sim, mais ou menos ou não, este post é para você e o Penguin Prison pode ser a sua próxima banda favorita.

Esqueça os exageros e nem tire sua calça vermelha do armário. Os anos 80 voltaram – sim, os sintetizadores continuam lá -, mas com uma sonoridade muito mais limpa e roupagem – musical – bem mais moderna e sofisticada. Ontem (27), no Beco 203, na cidade de São Paulo, o trio nova-iorquino Penguin Prison trouxe só o melhor que a década – que as pessoas mais amam odiar – deixou de herança.

Penguin Prison tocando no Beco 203

Ainda pouco conhecidos no Brasil, a banda de electro-pop veio graças ao esquema de crowdfunding – financiamento colaborativo, bancado pelos próprios fãs – promovida pela agência Playbook. Penguin Prison é na verdade um projeto idealizado e liderado pelo multi-instrumentista Chris Glover, também autointitulado com o mesmo nome do grupo. Chris tem um passado musical bem eclético: ele já cantou num coral gospel com Alicia Keys, se aventurou no hip-hop, fez parte de uma boy band chamada “The Smartest People At Bard” e tocou em bandas punk até se apaixonar pelos anos 80. O vocalista disse que a sonoridade da época é muito atual, principalmente em questões tecnológicas. Naquela década a experimentação sonora foi ao seu ápice, o que também explica os exageros e breguices, mas foram essenciais para o som que temos hoje. Penguin Prison não está sozinho nessa. Nos últimos anos a tendência “oitentacentista” está mais forte do que nunca, que o diga a jovem cantora Robyn, o grupo Hot Chip, Chromeo, entre outros.

Penguin Prison

Com esse background musical, Chirs chamou atenção da gravadora Neon Gold e lançou o seu primeiro single em 2009, “Animal Animal”. Logo depois vieram outras músicas como, por exemplo, “Something I’m Not” e “The Worse It Gets”, em 2010. Já com outra gravadora, a Downtown Records, Penguin Prison lançou seu álbum de estreia homônimo, no ano passado. Mas os meninos não ficam só nisso, eles são conhecidos também pelos excelentes remixes que fazem para artistas como Marina & The Diamonds, Ellie Goulding, Kimbra, Temper Trap e mais recentemente para a polêmica Lana Del Rey. Bom, mas vamos ao que interessa.

Por causa da chuva forte e chata, que assolou São Paulo – o dia, a tarde e a noite inteira -, o público demorou para chegar, mas quando o trio entrou no palco – por volta da uma da manhã – a casa já estava cheia – não insuportável. Penguim abriu o show com “Golden Train”, e Chris foi cantar no meio da plateia, para alegria dos fãs. Eles tocaram praticamente todas as músicas do álbum de estreia, com exceção de “Pinocchio”. Os destaques foram “Animal Animal” – que não está no último LP -, “Don’t Fuck With My Money” e o remix de “Blue Jeans”, da Lana. Penguin fechou a noite com a música “Multi-Millionaire”. Com uma pegada pop e bem dançante, o grupo não deixou ninguém ficar parado. O show foi excelente, e mostrou o quanto os meninos têm talento para agitar uma pista de dança. Não acho difícil, daqui há algum tempo, eles produzirem álbuns inteiros ou músicas originais para outros artistas, já que seus remixes são aguardados com certa ansiedade.

Público no Beco 203

Chris Glover

Foto que eu tirei com Chris Glover, depois da entrevista

O Beco 203, que a meu ver tem uma das melhores acústicas – em se tratando do tipo de casa, e o tamanho -, só continua pecando na hora de pagar a conta. Justiça seja feita, eles reformaram e aumentaram o número de caixas disponíveis – o que melhorou um pouco o serviço -, porém, ainda são insuficientes e continuam gerando uma fila desproporcional.

O zbra.fm fez uma entrevista com o líder da banda, Chris Glover. Confira a entrevista e um pedaço do show, que foi realmente incrível!

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s