Aventurando-se até a “Ilha Quadrada”

Oi, pessoal, não consegui postar antes – e acredito que será mais ou menos assim até o final do festival – porque não tenho internet o tempo inteiro e dependo de locais com WiFi (no meu caso, só na pousada onde estou hospedada).

Acabo de chegar ao charmoso e acolhedor The Westfield, meu B&B – bed & breakfast –  aqui na cidadezinha de Sandown, em Isle of Wight. Confesso que estou bem surpresa com minha escolha, pois, afinal, gastei algo em torno de R$ 400,00 pelos quatro dias. Sei que muitos vão dizer que não é tão em conta assim, mas em se tratando de Inglaterra, onde a libra esterlina é quase 1 para 3 do nosso dinheirinho e o período em que estou indo,  o preço é bem razoável. Sem contar que o quarto é super confortável – em estilo country chic –  e tem mimos, como leite fresco, café e chá a qualquer momento. Enfim, você se sente em casa, e depois do longo começo de dia que tive, era tudo de que eu precisava.

Bom, chegar ao festival já foi uma grande aventura. Logo de manhã já tive alguns percalços. Fui à estação Waterloo, em Londres, pegar o trem que me levaria até a estação Portsmouth Harbour – a maioria das pessoas que vai para ilha vem de trem de algum lugar do país – , porém para pegar o bilhete – que já estava pago há mais de um mês – eu precisava do cartão de crédito no qual fiz a compra (clonado e cancelado quatro dias antes da viagem). Resumindo, nem apelando para a Rainha da Inglaterra, me deixaram pegar os bilhetes pagos (já que a presença física do cartão era indispensável), então, depois de perder o trem, eu tive que comprar outros.

Assim que cheguei a Portsmouth (cerca de duas horas depois), foi preciso pegar uma balsa (com horário previamente reservado com bastante antecedência em uma das duas empresas marítimas da região) até a cidade de Ryde, já em Isle of Wight, e a viagem durou uns 15, 20 minutos. Mas o mais complicado é quando se chega à ilha. Filas intermináveis para pegar o ônibus ou o táxi que levam para o camping do festival (o que pode durar de 3 a 4 horas de espera e muita confusão). Para quem não vai acampar, como eu, há a opção de pegar um trem (segundo consta um dos mais antigos da Inglaterra) que sai direto do pequeno porto da cidade de Ryde e vai para as cidadezinhas mais próximas, tais como Sandown e Shanklin. O trem vai vazio e é possível chegar ao seu destino final em cerca de 20 minutos. Porém, eu só fiquei sabendo disso, depois de ficar quase 4 horas de pé, com frio e embaixo de chuva, tentando pegar, em vão, um táxi sozinha. A essa altura, a ilha, antes mesmo de eu conhecê-la, já tinha se tornado “quadrada”, como diriam alguns publicitários cervejeiros. Coisa de principiante, pois se não fosse essa falta de experiência, o trajeto seria, e é, muito simples.

Isle of Wight

porto de Ride

Aproximadamente 99,9% das pessoas que vão ao Bestival acampam, tanto é que não há nem opção na hora de comprar o pacote do final de semana sem o camping (a não ser que se compre por dia). O valor do convite para os quatro dias de festival é 170,00 libras esterlinas. Há também opções de comprar o pacote com o transporte incluso (nesse caso, só a balsa e o ônibus, ambos ida e volta) ou ainda ficar no camping boutique, com tendas fornecidas pelo próprio festival que, segundo vi pelo site oficial do evento (www.bestival.net), tem formatos inusitados como cogumelos e tendas indígenas (estilo americano). Como eu não tenho barraca e outros acessórios para acampar (e mesmo que tivesse seria um pouco inviável, já que estou em uma viagem internacional e não fui só para o festival), preciso de uma certa infraestrutura, como, por exemplo, internet. Também não consigo nem pensar na possibilidade de ficar sem tomar banho (já que a maioria não toma e usa lenços umedecidos, devido às longas filas do chuveiro de água quente). Então para essas pessoas, há a opção de ficar em hotéis e B&B (Bed & Breakfast) nas cidadezinhas da ilha.

balsa

porto de Ride

Acomodada, alimentada e relativamente mais calma depois de um banho merecido, arrumei minhas coisinhas, coloquei a galocha no pé e agendei um táxi (que também devem ser agendados com antecedência ) para me levar e buscar hoje. O preço não é nada convidativo, cerca de 40,00 libras esterlinas por dia, mas é o que temos e, sinceramente, na altura do campeonato, estou dando é graças a Deus por conseguir arranjar um. Devo voltar de madrugada, portanto, amanhã escrevo tudo sobre o primeiro dia do Bestival. Ansiosa!

Sandown

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s