Roberto Menescal e Andy Summers

Um dos grandes nomes da bossa nova, Roberto Menescal, e um dos maiores guitarristas vivo (na minha opinião) e ex-The Police, Andy Summers, estão lançando o DVD United Kingdom of Ipanema. E para divulgarem o trabalho em parceria, a dupla está fazendo alguns shows no Brasil. Eu fui  ao primeiro, que rolou ontem (8), no Sesc Pinheiros, em São Paulo. Ainda está programado mais um show em SP, hoje, e outro no Rio de Janeiro, dia 10, no Pier Mauá, dentro do Noites Cariocas.

O embrião desse trabalho surgiu há mais de quatro anos, com dois shows apresentados no Teatro Fecap, em São Paulo, intitulados, na época,  de Police & Bossa. Arrisco a dizer que nada mudou dos dois shows realizados em 2006 para a apresentação de ontem. Digo isso porque, como uma legítima fã do grupo inglês The Police, fui aos dois na ocasião, com direito a levar CDs, DVD e tirar foto com Summers no camarim.

Na ocasião, lembro-me muito bem de Menescal dizer que Andy sempre foi fã de bossa nova e que eles tinham gostado tanto da parceria que estavam seriamente pensando em levar esse projeto adiante, mas que, provavelmente, só ocorreria depois que Summers terminasse um projeto particular. Bom, nessa época eu nem sonhava com a volta do The Police, que havia terminado no ano em que nasci (não digo quando, se quiserem saber procurem no google).

Nem preciso dizer que esse tal projeto do guitarrista era a turnê de retorno da banda inglesa, que ocorreu no ano seguinte, 2007. Antes de anunciarem a vinda para o Brasil, no RJ ( para onde, é claro,  eu fui), eu prontamente comprei uma passagem e fui vê-los em Paris, na França – momento épico que, analisando hoje, foi o responsável pelo princípio da grande mudança da minha vida. Um dia, eu conto.

Com o fim da turnê do retorno temporário do grupo inglês, em agosto de 2008, o projeto só foi ganhar vida um ano e meio depois. United Kingtom of Ipanema foi gravado no final de 2009 e agora, em 2011, voltou a ter algumas edições ao vivo.

Como o próprio nome do DVD sugere, o repertório do show é uma mescla de Rio de Janeiro e Inglaterra, com clássicos da Bossa Nova e releituras (acústicas) das músicas do The Police .

Tudo igual, desde o palco (um tablado no centro com banquinhos, guitarra e violão à meia luz), a participação especial da cantora Chris Dellano (tanto no DVD quanto no show) ao repertório idêntico dos shows de 2006. Mas isso não chega a ser um problema, pelo contrário, já que as apresentações não só mereciam, como deveriam ter, de fato, virado um registro sonoro e visual.

Destaque para as músicas Message in a Bottle e Roxanne, do The Police, e para os clássicos da música brasileira Barquinho e Só danço samba, essa última finaliza a obra-prima que se tornou o show.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s