As músicas internacionais que bombaram em 2011

Para finalizar a série “Melhores do Ano”, o zbra.fm se despede com a lista das “Melhores Músicas Internacionais de 2011″.

Não me canso de repetir que esta não foi uma escolha das músicas que mais tocaram no ano que passou, e sim, das que foram destaque por serem simplesmente boas. Claro que a popularidade influenciou na escolha também, mas não somente.

10 – The Drums – “Money”

Ainda pouco conhecidos no Brasil, a banda de indie pop vem ganhando destaque desde 2009, quando surgiu com essa formação atual. Em 2010, os meninos do Brooklyn ficaram no “top 10″ de várias revistas, blogs e rádios, como, por exemplo, a BBC – Melhores sons de 2010. “Money” é destaque do novo e excelente álbum do grupo, “Portamento”, que foi lançado no segundo semestre de 2011, e ao que tudo indica, ainda vai tocar muito.

9 – M83 – “Midnight City”

A banda de música eletrônica M83 invadiu as pistas de dança mais descoladas – mundo afora – com “Midnight City”. A faixa, que pertence ao sexto álbum do grupo francês, “Hurry Up, We’re Dreaming” foi comparada a grandes hinos do dance floor, como, por exemplo, “Digital Love”, do Daft Punk.

8 – PJ Harvey – “The Words That Maketh Murder”

Com a medalha de ouro, como o “Melhor álbum de 2011″, PJ Harvey não poderia ficar de fora da lista das melhores músicas do ano. “The Words That Maketh Murder” é uma das canções que mais capturam o sentimento da guerra, tão atual – devido aos acontecimentos – no ano que passou.

7 – Yuck – “Get Away”

Com a música “Get Away”, o quarteto inglês consegue mostrar, da melhor forma possível, a influência dos anos 90 em seus sons, e essa faixa é a melhor representação disso. Referência rasgada aos bons tempos do indie rock.

6 – The Decemberist – “Down By The Water”

Com o álbum “The King is Dead”, o grupo de folk/rock americano trouxe ótimas surpresas. Uma delas foi “Down By The Water”, que para os órfãos do R.E.M, soa muito com o som deles. Aliás, a guitarra que se ouve nas faixas do último LP do The Decemberist, é do Peter Buck, o próprio guitarrista da extinta banda.

5 – The Vaccines – “Post Break-Up Sex”

Às vezes, menos é mais. Com acordes e letras simples, “Post Break-Up Sex” fala a linguagem universal do coração partido e do sexo sem sentimento pós-rompimento. Fácil de ouvir e entender.

4 – The Strokes – “Under Cover Of Darkness”

O primeiro e ótimo single a ser lançado do mediano álbum “Angles”. Com um som, que mais poderia pertencer ao aclamado LP da banda nova-iorquina “Is This It”, “Under Cover Of Darkness” é a prova de que, apesar de estarem “meio preguiçosos”, os meninos ainda sabem fazer coisas geniais, quando querem, é claro.

3 – Foster The People – “Pumped Up Kicks”

A música de estréia – que foi re-lançada para entrar no primeiro LP do grupo, “Torches” -, tocou em todos os lugares em 2011. “Pumped Up Kicks” fala sobre um menino que pega a arma do pai – escondida em casa, evidentemente – e sai atirando em outras crianças. Algo lhe parece familiar? Pois é, acontecimentos que, entra ano e sai ano, continuam bem atuais. Apesar da letra um tanto quanto pesada, a música tem uma sonoridade deliciosa e viciante.

2 – Lana Del Rey – “Video Games”

Bom, foi inevitável a presença de “Video Games” na lista das melhores músicas do zbra.fm. Tirando as polêmicas de lado sobre a cantora mais comentada do momento – por coisas boas e ruins -, Lana Del Rey  – Lana, who? Falarei sobre ela nos próximos posts -, a força da canção e seu vídeo viral – sua própria paródia literal – são incontestáveis. A música é um sucesso na internet – mais de sete milhões de visualizações -, e é genuinamente boa. Simples assim.

1 – Adele – “Rolling in the Deep”

Apesar de alguns críticos insistirem em não colocar “Rolling in The Deep” em suas listas dos melhores de 2011, o zbra.fm não poderia deixar de fora, segundo a revista Rolling Stone mesmo nomeou – e eu concordo -:  “O maior hit do maior álbum de 2011″. E é verdade. Adele não conseguiu medalha de ouro porque sua música tocou em 10 entre 10 rádios mundo afora, mas porque a canção é muito bem-feita, produzida e cantada, sem contar que virou o hino dos que sofrem de “dor de cotovelo”.

2 thoughts on “As músicas internacionais que bombaram em 2011

  1. Guilherme Queiroz disse:

    Oi Karina,
    está muito legal a lista e o blog. Tem alguns grupos que eu ainda não tinha escutado e vou escutar, como The Decemberist, Yuck e M83. Só não vejo graça nessa Lana del Rey, que será mais um ícone pop que no ano que vem ninguém vai lembrar dela… Não gostei das músicas dela…
    Saludos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s